Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fundo norte-americano aposta forte na recuperação da Irlanda

Em relativamente pouco tempo, o mercado secundário da dívida irlandesa normalizou-se. Michael Hasenstab – por alguns apelidado de o novo Bill Gross – é o homem que, do outro lado do Atlântico, estará a dar uma preciosa ajuda.

Eva Gaspar egaspar@negocios.pt 03 de Setembro de 2012 às 11:07
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
Michael Hasenstab, um dos homens mais conhecidos no mundo dos fundos de investimento em obrigações, é neste momento o maior detentor privado de dívida pública irlandesa, após “compras agressivas” que explicarão, em parte, a recente normalização das taxas de juro (“yields”) dos títulos irlandeses no mercado secundário, que estão aquém de 6% em todos os prazos.

A informação é avançada nesta segunda-feira pelo Financial Times que calcula que o ainda jovem investidor – por alguns apelidado de “o novo Bill Gross”, em referência ao gestor da Pimco, que movimenta o maior fundo de obrigações do mundo – detenha neste momento 6,1 mil milhões de euros de dívida pública irlandesa, através do fundo que gere a partir de São Francisco, o Templeton Global Bond Fund.

“A dimensão das compras de dívida irlandesa pelo fundo de Hasenstab fez levantar o sobreolho de alguns gestores de activos que atribuem, em parte, o desempenho robusto do mercado obrigacionista irlandês à agressividade das sua aquisições”, escreve o jornal britânico.

O FT falou com Hasenstab que admite ter comprado uma fatia considerável de dívida irlandesa, embora sublinhe que a exposição global do seu fundo à Irlanda seja reduzida. O gestor acredita que a sua aposta será bem sucedida e que os títulos irlandeses, que comprou desvalorizados no mercado, recuperarão, à medida que se restabelecer a própria economia e as finanças públicas da Irlanda. “Será um desafio, mas a Irlanda continua a dar os passos necessários para uma trajectória de recuperação”, afirma.

Ver comentários
Saber mais Irlanda dívida fundo
Outras Notícias