Finanças Públicas Governo admite nova actualização de impostos em 2019
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Governo admite nova actualização de impostos em 2019

O Programa de Estabilidade prevê uma nova medida fiscal que deverá trazer um aumento de receita de 90 milhões em 2019. A decisão ainda não está tomada, mas Governo admite voltar a actualizar alguns impostos sobre o consumo.
Governo admite nova actualização de impostos em 2019
Lusa

O Governo está a contar com uma medida que sobe a receita dos impostos em 2019, no valor de 90 milhões de euros, mostra a actualização do Programa de Estabilidade para o período de 2018-2022.

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião13
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado Anónimo Há 1 semana

A carga fiscal da geringonça já é muito elevada e ainda querem elevá-la mais? Para quê? A saúde, o ensino, o combate aos fogos e à criminalidade vão finalmente oferecer mais e melhor aos contribuintes que pagam por elas com parte dos proventos da legítima captura e criação de valor que fomentam na economia portuguesa? Ou é para continuar a entregar esses proventos a puros extractores de valor?

comentários mais recentes
Manuel Há 1 semana

Aí está o aumento para os funcionários públicos, à custa dos contribuintes. Ou seja, vamos todos pagar para dar aumentos a uns poucos, os mesmos que em vez de trabalhar estão sempre em greve, têm 35 horas/semana, pontes, tolerâncias de pontos, etc., e prestam um péssimo serviço aos cidadãos.

Manuel Há 1 semana

Depois de imporem aos portugueses a maior carga fiscal de sempre em 2017, ainda vão aumentar mais impostos? E depois forram o país com cartazes a dizer que acabou a austeridade? Está na hora do Presidente de República os demitir por mentira, aldrabice e logro.

Jerry Há 1 semana

Sera que o Tuga nao vai reagir a mais este ATENTADO, ou vai continuar de bracos cruzados e permitir que esta CHUCHADA o continue a roubar descradamente ?
Porque esta chuchada e Desgoverno Nao pensa tomar medidas de POUPANSA ao inves de pensar em AUMENTAR MAIS IMPOSTOS ?
O ZE nao tem a brigacao de Sustentar um Exercito do RMI, Uma Ar que engonha o Cidadao, Os milhahres de FP que vivem de Baixas Medicas, Os servicos Hospitalares que nao servem Ninguem , Os hospitais degradados que custam fortunas,( por incapacidade e incompetencia dos adimistradores e Ministros Mediocres), Um exercito de Professores Improdutivos, Um batalhao de Generais Improdutivos , Reformas Milionarias e indevidas dos Politicos, Uma frota de carros de luxo para satisfazer a vaidade dos politicos Mediocres, um PR e um PM que vivem num pais de Marajas a nossa custa, Etc , Etc.

CS Há 1 semana

Começamos a perceber o que quer dizer "a austeridade acabou, mas as dificuldades não" !
Se não fosse o futuro de todos nós, dava para rir durante um tempo!
Palhaçada.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub