Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo funde Institutos do Desporto e Juventude e poupa 14 milhões de euros

Fusão dos institutos públicos na área da Juventude e do Desporto, dissolução da Movijovem e extinção da Fundação para a Divulgação das Tecnologias de Informação vai gerar poupança imediata de 14 milhões de euros, mas também a perda de postos de trabalho.

Negócios negocios@negocios.pt 04 de Agosto de 2011 às 14:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
O Conselho de Ministros aprovou hoje a fusão do Instituto do Desporto de Portugal e do Instituto Português da Juventude numa única entidade, o Instituto Português do Desporto e Juventude.

Foi ainda decidida a dissolução da MOVIJOVEM e a extinção da Fundação para a Divulgação das Tecnologias de Informação (FDTI).

A decisão de juntar os organismos ligados à juventude e desporto deve-se à necessidade de "racionalização dos meios", com o Executivo a assegurar que esta fusão permite “aumentar a eficiência dos serviços a prestar ao cidadão e tem um impacto significativo na diminuição de custos".

A extinção da FDTI e da Movijovem apresentavam "resultados líquidos negativos acumulados e que não demonstravam capacidade para gerar receitas próprias".

Luís Marques Guedes (na foto), secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, cifrou em 14 milhões de euros a poupança “imediata” destas decisões. Admitiu também que haverá perda de postos de trabalho, que não quantificou. O responsável admitiu, porém, que haverá “necessariamente alguma redução” e, desde logo, uma diminuição, de 112 para 43, de cargos dirigentes.
Ver comentários
Saber mais Conselho de Ministros fusão desporto 14 milhões de euros
Outras Notícias