Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Maria Luís Albuquerque garante que é possível ter défice inferior a 3%

A ministra das Finanças do Governo em gestão afirma que "tem algum receio sobre a trajectória das contas públicas no futuro imediato". Maria Luís Albuquerque garante que o défice pode ser inferior a 3% este ano.

Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 24 de Novembro de 2015 às 21:52
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
"Até ao dia de hoje não há nenhum impedimento para o défice público ser inferior a 3% no fim do ano", afirmou no início da noite Maria Luís Albuquerque no encerramento da conferência "Os desafios do Sistema Financeiro" na Universidade Católica Portuguesa. Sair do Procedimento por Défices Excessivos seria importante para Portugal, disse, mas tal depende "do rigor da gestão orçamental até ao último dia do ano".

Naquela que pode ter sido a sua última intervenção como ministra das Finanças, de um Governo já em gestão, Maria Luís Albuquerque manifestou ter "algum receio sobre a trajectória das contas públicas no futuro imediato". Considerou ser fundamental "manter o caminho traçado até aqui" em matéria de consolidação orçamental.

"Se fosse possível devolver mais rapidamente rendimento, reduzir a carga fiscal, melhorar a competitividade e reduzir o défice público também o faríamos, não somos nem mais nem menos inteligentes", disse Maria Luís Albuquerque referindo-se indirectamente aos compromissos assumidos pelo Governo que a curto prazo vai ser liderado por António Costa.

O Presidente da República indigitou esta terça-feira 24 de Novembro o líder do PS para formar Governo, quinze dias depois da aprovação da moção de censura ao programa do Governo formado pela coligação PSD/CDS e 51 dias depois das eleições de 4 de Outubro. 

A ainda ministra das Finanças, que irá ocupar o seu lugar de deputada na Assembleia da República quando o novo Governo tomar posse, considerou que as regras europeias são hoje mais restritivas e disse estar convencida que os cidadãos estão mais vigilantes, existindo ainda mecanismos de controlo como o Conselho de Finanças Públicas, que determinam uma maior disciplina financeira.

Maria Luís Albuquerque falava na sessão de encerramento da conferência sobre "Os desafios do Sistema Financeiro" que teve como base do debate o livro de Altina Sebastián González "Economia e Gestão Bancária". Um encontro que em que se debateu também o problema do financiamento e da capitalização das empresas portuguesas.

 



Ver comentários
Saber mais Maria Luís Albuquerque défice público contas públicas governo PS
Outras Notícias