Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Medina Carreira: “Para satisfazer o Tribunal Constitucional teríamos de sair do euro”

Medina Carreira lamenta que os actuais juízes do Tribunal Constitucional não tenham feito uma leitura política da situação de um país em que “o Estado é um pedinte”, ao contrário do que diz terem feito os magistrados que compunham o Constitucional em 1983, aquando da anterior intervenção do FMI.

Negócios 10 de Setembro de 2013 às 14:58
  • Assine já 1€/1 mês
  • 128
  • ...

Medina Carreira, economista e antigo ministro das Finanças, lamenta que os actuais juízes do Tribunal Constitucional não tenham feito uma leitura política da situação do país, ao contrário do que diz terem feito os magistrados que compunham o Constitucional em 1983, aquando da anterior intervenção do FMI. Em sua opinião, as sucessivas decisões do Constitucional a inviabilizar medidas do Governo destinadas a cortar a despesa pode conduzir a uma situação ainda mais precária para todos.

 

Medina Carreira argumenta que, sendo na sua maioria indicados pelos partidos, os juízes do Palácio Ratton tinham a obrigação de fazer uma leitura política da situação de um país em que “o Estado é um pedinte”. Se Portugal não conseguir cortar na despesa ficará condenado a pedinchar.

 

“Para satisfazer o Tribunal Constitucional teríamos de sair do euro”, afirmou na segunda-feira à noite, no programa semanal na TVI24 conduzido por Judite Sousa, acrescentando que o resultado é que “ficávamos todos mais pobres”, porque os escudos “não valerão coisa nenhuma”.

Ver comentários
Saber mais Medina Carreira euro Constitucional
Outras Notícias