Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Polícia volta a blindar Congresso num dia em que número de manifestantes é menor

Hoje, o Governo demonstrou o seu apoio à actuação das forças de segurança, que foi, em contrapartida, bastante contestada pelo partido da oposição, o PSOE.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 26 de Setembro de 2012 às 22:32
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
São muitos os espanhóis que neste momento protestam na Praça Neptuno, em Madrid, no segundo dia da iniciativa do cerco ao Congresso. No entanto, são em menor número os que hoje acorreram à rua em protesto contra as medidas de austeridade impostas pelo Governo de Mariano Rajoy desde que este chegou ao poder, em Dezembro do ano passado, de acordo com os dados avançados pela imprensa do país vizinho.

A imprensa espanhola avança, citando dados da delegação do Governo, que estão 2.500 espanhóis na Praça Neptuno, na iniciativa "Cerco ao Congresso", que na sua página do Facebook tem o nome de "Ocupa el Congreso".

Depois de a manifestação de ontem se ter saldado com 64 feridos (27 dos quais polícias, segundo o "El País") e 35 detidos, a polícia voltou hoje em força para a Praça Neptuno e blindou a área circundante do Parlamento espanhol. De acordo com o "El Mundo", os protestos de hoje decorrem, por enquanto sem incidentes. "Longe da tensão vivida ontem, a concentração deste 26 de Setembro está marcada, até agora, pela tranquilidade", sublinha o jornal.

Hoje, o Governo demonstrou o seu apoio à actuação das forças de segurança, que foi, em contrapartida, bastante contestada pelo partido da oposição, o PSOE.
Ver comentários
Saber mais Espanha Cerca o Congresso Madrid confrontos incidentes
Outras Notícias