Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugal foi o país com maior aumento do endividamento no primeiro trimestre (act.)

O endividamento de Portugal atingiu os 111,7% do produto interno bruto (PIB) no primeiro trimestre do ano. Só Grécia e Itália superam esta fasquia. Mas Portugal foi o país onde mais aumentou o endividamento.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 23 de Julho de 2012 às 10:23
  • Partilhar artigo
  • 53
  • ...
O endividamento da Zona Euro subiu para 88,2% do PIB no primeiro trimestre do ano, o que compara com os 87,3% registados no último trimestre de 2011, revelou esta segunda-feira o Eurostat. Este é o nível mais elevado desde a introdução do euro, em 1999, de acordo com a Bloomberg.

Portugal tem actualmente o terceiro endividamento mais elevado da região, tendo atingido os 111,7% do PIB. Só a Grécia e Itália conseguem superar os números de Portugal, com um endividamento de 132,4% e 123,3%, respectivamente.
Os números de Portugal representam um aumento de 17,2 pontos percentuais face ao último trimestre do ano passado, altura em que o endividamento se situou nos 107,8% do PIB. Este é o maior aumento entre os membros da União Europeia. O segundo foi protagonizado pelo Chipre, cujo endividamento cresceu 11,0 pontos para 74,6% do PIB.

As estimativas existentes apontam para um aumento do endividamento até ao próximo ano, com as previsões da Comissão Europeia a apontarem para 118,5% o endividamento de Portugal no próximo ano.

Na União Europeia o endividamento cresceu de 82,5% para 83,4%, sendo que apenas quatro países conseguiram contrariar a tendência de aumento. O país que maior queda registou foi a Grécia, com o endividamento a diminuir em 20 pontos percentuais para 132,4% entre o último trimestre de 2011 e os primeiros três meses do ano. Atenas beneficiou do perdão que se fez a parte da sua dívida.

O valor do endividamento português sofreu actualizações por parte da Europa, devido a três factores: uma revisão em alta do valor de dívida de 2011, uma revisão em baixa do PIB nominal e a concessão de uma linha de crédito de mil milhões de euros às autarquias.

O segundo país que maior redução registou foi a Hungria, com uma descida de 4,1 pontos para 79,0%, seguida da Alemanha que viu o seu endividamento diminuir 0,5 pontos para 81,6%. O quarto país a ver a dívida face ao PIB cair foi a Suécia, com uma descida de 0,2 pontos para 37,2%.

(Notícia actualizada às 10h50 com mais informação e substituição de título)
Ver comentários
Saber mais endividamento Eurostat Europa Zona Euro
Outras Notícias