Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugal prepara campanha de atracção de poupanças de emigrantes

A diplomacia económica vai prestar especial atenção ao aforro e à capacidade de investimento da comunidade portuguesa residente no estrangeiro.

Bruno Simão/Negócios
Negócios 10 de Setembro de 2013 às 16:38
  • Assine já 1€/1 mês
  • 24
  • ...

No âmbito da diplomacia económica – área que continua a ser liderada por Paulo Portas, agora vice-primeiro-ministro – o Governo vai passar no próximo ano a prestar especial atenção ao aforro e à capacidade de investimento da comunidade portuguesa residente no estrangeiro.

 

“Será feita uma grande aposta no desenvolvimento de mecanismos de captação de poupanças e investimentos dos Portugueses residentes no estrangeiro”, lê-se no anteprojecto das Grandes Opções do Plano (GOP) com as grandes linhas orientadoras para o próximo ano.

 

No documento, enviado esta terça-feira ao Conselho Económico e Social (CES) para que este órgão emita o respectivo parecer, o Governo abre a porta a mais mexidas na rede consular, considerando que a sua reforma e modernização “serão permanentes” e devem envolver o movimento associativo e a iniciativa privada e “e reservar um papel especial para os cônsules honorários, normalmente desaproveitados”. Neste sentido, será desenvolvida uma nova experiência de criação de Gabinetes de Apoio às Comunidades Portuguesas em instituições de natureza associativa.

 

As GOP foram aprovadas em Conselho de Ministros em 5 de Setembro. Após o parecer do CES, o Governo aprovará a proposta final de GOP para 2014 e, juntamente com a proposta de Orçamento do Estado, enviá-las-á para a Assembleia da República até 15 de Outubro.

Ver comentários
Saber mais diplomacia económica poupança campanha emigrantes
Outras Notícias