Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bruxelas pede esclarecimentos a Centeno. Orçamento fura limite de despesa

A Comissão quer esclarecimentos de Portugal sobre o esforço de ajustamento estrutural planeado para o próximo ano. Mário Centeno tem o fim de semana para trabalhar: prazo de resposta termina na segunda-feira.

Reuters
Margarida Peixoto margaridapeixoto@negocios.pt 19 de Outubro de 2018 às 18:04
  • Assine já 1€/1 mês
  • 10
  • ...
A Comissão Europeia enviou esta sexta-feira, 19 de Outubro, uma carta com um pedido de esclarecimentos a Portugal, sobre o esforço de ajustamento orçamental planeado no Orçamento do Estado para o próximo ano.

Na carta, dirigida a Ricardo Mourinho Félix - o secretário de Estado adjunto e das Finanças que representa Portugal desde que o ministro assumiu o cargo de presidente do Eurogrupo - a Comissão diz que Portugal não vai cumprir o limite de crescimento da despesa primária, nem o esforço de ajustamento estrutural do défice.

"O esboço de orçamento do Estado planeia uma taxa de crescimento nominal da despesa líquida primária de 3,4%, o que excede a recomendação de aumento máximo de 0,7%", lê-se na missiva, publicada no site da Comissão Europeia

Além disso, "o esforço de ajustamento estrutural planeado para 2019 atinge 0,3% do PIB", adianta a Bruxelas, mas "recalculado pelos serviços da Comissão de acordo com a metodologia comum, atinge 0,2% do PIB". Ou seja, para os peritos da Comissão Europeia as contas apresentadas por Centeno não garantem um ajustamento tão elevado, em termos estruturais, como o ministro diz que vai fazer.

Assim sendo, Marco Buti, o director-geral dos Assuntos Económicos e Financeiros que assina a carta, pede "mais informação na composição precisa do esforço estrutural e dos desenvolvimentos da despesa planeados no esforço de orçamento do Estado, de forma a avaliar como evitar o risco de um desvio significativo do esforço de ajustamento orçamental estrutural recomendado em 2019 e 2018, tomados em conjunto".

A Comissão garante ainda que está disponível para "um diálogo construtivo", antes de formalizar uma opinião sobre as contas portuguesas, e pede que os esclarecimentos sejam enviados até 22 de Outubro, a próxima segunda-feira. 

(notícia actualizada às 18:14 com mais informação)
Ver comentários
Saber mais Bruxelas Comissão Europeia Mário Centeno Orçamento do Estado para 2019 Ajustamento estrutural Pacto de Estabilidade e Crescimento
Mais lidas
Outras Notícias