Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Finanças dizem que o défice melhorou 543 milhões face a 2015

Em comunicado, o Ministério das Finanças diz que o défice orçamental até Julho deste ano diminuiu 543 milhões de euros face a 2015. Ao contrário do que é habitual, o documento não refere o valor do défice, que será revelado pela DGO.

Bruno Simão/Negócios
Nuno Aguiar naguiar@negocios.pt 25 de Agosto de 2016 às 16:05
  • Partilhar artigo
  • 88
  • ...

"Até Julho de 2016, o défice das Administrações Públicas (AP) diminuiu 543 milhões de euros (ME) face ao mesmo mês do ano passado. Esta redução decorre de um aumento da receita de 2,8%, superior em 1,5 p.p. ao crescimento da despesa", pode ler-se no comunicado das Finanças sobre a execução orçamental de Julho. "A melhoria do défice mantém a evolução favorável observada desde o início do ano, excedendo mesmo o valor previsto no Orçamento do Estado de 2016."

Recorde-se que até Junho, o défice estava a cair 971 milhões de euros em comparação com o mesmo período do ano passado. Ou seja, a melhoria que se observa agora é quase metade da registada no mês passado.

Segundo o Governo, a receita proveniente de impostos está a crescer 1,9%, apesar de os reembolsos terem atingido os 549 milhões de euros. A receita contributiva está a avançar 4,3%, "reflectindo a evolução favorável do mercado de trabalho". A receita total aumentou 2,8% até Julho.

Quanto à despesa, está a crescer 1,3%, um valor que as Finanças notam ser "inferior ao previsto no Orçamento do Estado". Esse resultado é justificado com a "racionalização do consumo intermédio e a política salarial e do emprego público". Os gastos com prestações de desemprego estão a recuar 14,8% nos primeiros sete meses do ano.

Os dados de execução orçamental serão publicados ainda hoje pela Direcção-Geral do Orçamento. São valores importantes para avaliar se as contas estão controladas e em linha com o Orçamento do Estado. Contudo, importa sublinhar que os dados estão expressos em contabilidade pública, o que dificulta essa análise. O défice que interessa para Bruxelas é em contabilidade nacional e é publicado trimestralmente pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Ver comentários
Saber mais finanças défice contas públicas execução orçamental orçamento
Outras Notícias