Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fundos de pensões da PT serão usados também para cobrir prejuízos da Estrada de Portugal (act.)

Os dois submarinos vão entrar nas contas do défice de 2010.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
A receita extraordinária de 2,6 mil milhões de euros resultante da integração do fundo de pensões da Portugal Telecom (PT) na Caixa Geral de Aposentações vai "pagar" os dois submarinos (o que chegou neste ano e que chegará no próximo), que custarão cerca de mil milhões de euros.

O restante será utilizado para cobrir o saldo mais negativo do que o esperado da Estradas de Portugal, uma quebra de 400 milhões na receita não fiscal e outras derrapagens, em particular na área da Saúde, que somam, no total "1.200 a 1.300 milhões de euros", anunciou esta tarde Teixeira dos Santos.

Não obstante o valor considerável desta receita extraordinária e irrepetível, o Governo mantém para este ano o objectivo de reduzir o défice para os mesmos 7,3% prometidos em Maio.

No caso das Estradas de Portugal, o "buraco" de 500 milhões de euros deve-se parcialmente à não implementação de portagens na altura prevista, o que terá gerado uma perda de receita de 100 milhões de euros.

Outros 200 milhões resultam da não concessão rodoviária do Centro, que iria implicar uma receita dessa ordem. Soma-se ainda, "investimento adicional" de 200 milhões de euros feito pela empresa.

Além disso, o ministro referiu a área da Saúde, onde também as contas não estão a bater com o que era previsto.

“Este excedente servirá para cobrir os efeitos do impacto dessas insuficiências”, resumiu Teixeira dos Santos.

.
Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias