Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Marques Mendes antecipa desagravamento de impostos no Orçamento do Estado para 2015

Enquanto o Governo estava reunido a discutir o Orçamento do Estado para 2015, Luís Marques Mendes antecipava no seu comentário habitual na SIC que o documento não inclui um "agravamento de impostos".

Negócios 12 de Outubro de 2014 às 18:59
  • Assine já 1€/1 mês
  • 18
  • ...

"Não há agravamento de imposto. Pode até haver algum ligeiro desagravamento. Em geral, é o primeiro orçamento em que as pessoas vão melhorar um bocadinho". Não vale a pena embandeirar em arco. Não é muito mas vão melhorar", afirmou o comentador este sábado, 11 de Outubro, dia em que o Executivo esteve reunido em Conselho de Ministros extraordinário para aprovar a proposta de Orçamento do Estado para 2015 que será apresentada esta quarta-feira.

 

O anúncio de que o documento tinha sido aprovado foi feito às 03h00 de domingo, após uma maratona de 18 horas de negociações.    

 

Num comunicado oficial, com apenas dois parágrafos e emitido pelas 03h00, o Governo anunciou que "o Conselho de Ministros aprovou a proposta de lei do Orçamento do Estado para 2015". "Foram também aprovadas as Grandes Opções do Plano para 2015, após a devida consideração sobre as observações constantes do parecer do Conselho Económico e Social", acrescenta o comunicado do Conselho de Ministros.

 

Segundo Luís Marques Mendes, a proposta de Orçamento do Estado incluiu uma previsão de crescimento económico de 1,5% e de taxa de desemprego entre 13% e 13,5%, "provavelmente 13,2%, ou seja abaixo do valor previsto para este ano". 

Ver comentários
Saber mais Orçamento do Estado Governo Conselho de Ministros Grandes Opções do Plano Luís Marques Mendes política Orçamento do Estado para 2015
Outras Notícias