Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Miguel Beleza: "Com este OE, é praticamente impossível evitar uma recessão"

O ex-ministro das Finanças lamenta que o Governo tenha recorrido ao aumento de impostos para travar o défice.

Negócios negocios@negocios.pt 16 de Outubro de 2010 às 11:56
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
O antigo ministro das Finanças do Governo de Cavaco Silva, Miguel Beleza, considera que “os impostos cobrados em Portugal já são excessivos e que são um travão ao emprego, ao consumo e ao investimento”. Neste sentido, com este OE, o País não escapa a uma recessão em 2011.

Num artigo de opinião publicado hoje no “Público”, Miguel Beleza, que também já foi governador do Banco de Portugal, diz que “o aumento de impostos é um remédio com efeitos secundários muito violentos”. Contudo, sublinha que “é a primeira vez há muito tempo que já um corte efectivo na despesa”.

“Tenho visto contas que sugerem que se podia ter ido mais lo0nge na redução das despesas. Se for verdade, é pena que o Governo não o tenha feito para não ter de aumentar impostos”, acrescenta. “Com este OE, acho praticamente impossível evitar uma recessão no próximo ano”, remata.

Entrando em recessão, Miguel Beleza diz que o recurso ao FMI “não seria dramático”. “O FMI é visto pelos mercados como uma entidade capaz. Não considero o assunto de capital importância, mas também não me aflige que se conclua que é inteligente Portugal recorrer ao FMI”.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias