Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mira Amaral: "É a classe média que vai pagar a crise. Os ricos não pagam impostos em Portugal"

Antigo ministro do Trabalho e da Indústria e Energia do PSD duvida que o aumento de impostos traga mais receita ao Estado.

Negócios negocios@negocios.pt 16 de Outubro de 2010 às 12:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • 12
  • ...
O actual presidente do BIC, e antigo ministro do Trabalho e da Indústria e Energia do PSD, Mira Amaral, elogia o facto do Orçamento do Estado para 2011 “começar finalmente a fazer alguma coisa do lado da despesa”. No entanto, este corte não impede uma subida de imposta que será paga pela classe média.

“Se o PRACE tivesse sido totalmente implementado, se calhar não era preciso fazer estes cortes nos salários dos funcionários públicos. Ainda para mais, o corte na despesa não vai impedir um agravamento dos impostos que vai atingir sobretudo a classe média”, refere Miral Amaral.

Num artigo de opinião publicado no “Público”, o responsável acrescenta: “É a classe média que vai pagar a crise, porque, como se sabe, os ricos não pagam imposto em Portugal”.

“Duvido que o aumento de impostos traga mais receitas ao Estado porque, a partir de certo ponto, a economia não aguenta mais. Tudo o que for asfixia fiscal vai levar a mais falências e desemprego”, alerta o antigo ministro do Trabalho e da Indústria e Energia do PSD.

É neste sentido, e também lamentando que não se faça uma reestruturação na máquina do Estado, que Mira Amaral admite que tem “muitas dúvidas que as medidas deste orçamento cheguem para as metas do défice do Governo”. “Acho que haverá novas medidas de austeridade no próximo ano”, remata.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias