Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

OE 2018: Porta 65 reforçado em 2,5 milhões

O Governo prevê gastar 17 milhões de euros em 2018 com o programa de arrendamento jovem, um aumento de 17,2% face a este ano. O subsídio vai abranger candidatos até aos 35 anos e, no caso de casais, um dos membros poderá ter 37 anos.

Bruno Simão/Negócios
Filomena Lança filomenalanca@negocios.pt 14 de Outubro de 2017 às 11:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A verba prevista no Orçamento do Estado (OE) para os subsídios ao arrendamento do programa Porta 65 ascende a 17 milhões de euros, mais 2,5 milhões do que os 14,5 milhões orçamentados para 2017, revela a proposta entregue pelo Governo no Parlamento esta sexta-feira, 13 de Outubro.

 

Este reforço da verba vem na sequência das alterações ao programa aprovadas no Parlamento e publicadas em Agosto último, mas já com dada de entrada em vigor marcada apenas para 1 de Janeiro. Entre as principais alterações conta-se um alargamento da idade de acesso para jovens entre os 18 e os 35 anos. Tratando-se de casais, um dos elementos poderá ter idade até 37 anos.

 

Por outro lado, a percentagem da subvenção mensal pode ser acrescida em 15% caso algum dos jovens ou elementos do agregado tenha um dependente a cargo ou seja portador de deficiência permanente que confira grau de incapacidade igual ou superior a 60 %. A percentagem passa para 20% caso existam dois ou mais dependentes a cargo e haverá uma majoração adicional de 10 % ou 5 %, respectivamente, caso o agregado jovem seja monoparental.

 

Com o lançamento da Nova Geração de Políticas de Habitação, o Governo prevê adaptar o Programa 65 às novas regras, nomeadamente às das rendas acessíveis. Não se sabe ainda, no entanto, em que sentido tal acontecerá.

Ver comentários
Saber mais Orçamento do Estado OE Porta 65 Nova Geração de Políticas de Habitação arrendamento
Outras Notícias