Orçamento do Estado PAN abstém-se na votação do Orçamento

PAN abstém-se na votação do Orçamento

O Partido Pessoas e Animais considera que foram dados passos importantes, nomeadamente com os benefícios fiscais nas despesas com veterinários, mas que este não é ainda o Orçamento que desejaria.
PAN abstém-se na votação do Orçamento
Bruno Simão
Filomena Lança 16 de março de 2016 às 12:02

"Reconhecemos os avanços mas consideramos que se poderia ter ido mais além", considerou esta quarta-feira, 16 de Março, o líder do Partido Pessoas Animais Natureza (PAN). André Silva (na foto), que falava na sessão de encerramento do debate na especialidade do Orçamento do Estado para 2016, lamentou que "a nossa sensibilidade como sociedade em relação aos animais ainda se encontre em alguns casos bastante desajustada".

 

"Não foi ainda o que o PAN deseja proporcionar a todos os portugueses, mas foi um primeiro passo", salientou o deputado. "Estes pequenos passos representam positivas expectativas rumo a uma sociedade mais empática e mais justa", mas "não faria sentido votar contra ou a favor", pelo que "deixamos o nosso voto confiante para o futuro optando pela abstenção", declarou André Silva.

 

O PS deu luz verde a algumas propostas de alteração apresentadas pelo PAN, nomeadamente a possibilidade de deduzir 15% do IVA suportado com despesas médico veterinárias, a redução do IVA nos copos menstruais e em alguns produtos alimentares naturais. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI