Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Frente comum promete "resposta firme" contra “aumentos zero”

A estrutura da CGTP, que não conseguiu convencer o Governo a aceitar qualquer das suas propostas, vai fazer um plenário esta tarde. Sabastião Santana diz que a estrutura prepara uma "resposta firme" à proposta

Lusa
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

A Frente Comum de Sindicatos  da Administração Pública, que também não conseguiu convencer o Governo a aceitar nenhuma das suas reivindicações, vai realizar um plenário esta tarde, em frente ao novo Ministério da Administração Pública, para aprovar ações de protesto contra a proposta de "aumentos zero"

"Se o Governo vai ceder ou não a isso, a resposta dependerá deles. Agora que vai ter uma resposta firme dos trabalhadores da administração pública perante um quadro que propõe zero de aumentos no quadro que temos agora…Vai ter de acontecer", disse Sebastião Santana, coordenador desta estrutura de sindicatos da CGTP aos jornalistas, no final da segunda reunião sobre orçamento com o Governo.

"O Governo não deu resposta nenhuma a nenhuma das nossas reivindicações", que incluem aumentos de 90 euros para todos os trabalhadores, a reposição dos dias de férias ou o aumento do salário mínimo nos setores público e privado para 850 euros, entre muitas outras.

Sebastião Santana não deu a negociação como encerrada. "Este processo negocial pode não terminar hoje, há a figura da negociação suplementar, vamos ver o que fazemos."

"O orçamento ainda não está no Parlamento, para ser discutido, vai a tempo de ser alterado e o Governo vai a tempo de tornar [efetivas] na prática as suas palavras: não basta vir aplaudir os trabalhadores da administração pública quando o país precisa e depois não os valorizar quando pode".

O Governo tinha prometido um aumento de 1% em 2021, mas nas reuniões que tem tido com os sindicatos revela a intenção de congelar salários, exceto para quem está na primeira posição remuneratória da administração pública (645 euros), que será abrangido pelo aumento do salário mínimo.

Ver comentários
Saber mais Função Pública aumentos salariais vencimento
Mais lidas
Outras Notícias