Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Castro Almeida: “Poiares Maduro ficará na história”

O secretário de Estado do Desenvolvimento Regional, Castro Almeida, disse que o ministro que tutela o seu Ministério, Miguel Poiares Maduro, “ficará na história”. Castro Almeida justifica a afirmação com a forma como Poiares Maduro tem gerido o dossier dos fundos estruturais, que vão fazer chegar a Portugal 21 mil milhões de euros até 2020.

Miguel Baltazar/Negócios
João Carlos Malta joaomalta@negocios.pt 23 de Abril de 2014 às 18:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • 8
  • ...

“Poiares Maduro ficará na história por ser responsável pelo programa [de fundos estruturais] mais volumoso fora de Lisboa e fora do circulo dos ministérios”, explicou Castro Almeida, durante um encontro com jornalistas para apresentar as linhas mestras dos próximos programas operacionais do Portugal 2020 (novo quadro comunitário de apoio que vigorará até 2020) em que estava também presente o Poiares Maduro. O secretário de Estado do Desenvolvimento Regional proferiu o elogio já depois do ministro ter abandonado a sala.

 

Segundo Castro Almeida, a lógica que está por detrás da estratégia é a descentralização da gestão dos fundos sobre o princípio de que quem “está mais perto, gere melhor”.

 

O secretário de Estado, comentando ainda a introdução de critérios de avaliação aos projectos financiados pelo Portugal 2020, avalia que o “risco de errar é grande até porque não há referências anteriores”. O governante deu dois exemplos de critérios a serem avançados, como a necessidade de numa empresa de formação profissional haver a necessidade uma

Poiares Maduro ficará na história por ser responsável pelo programa [de fundos estruturais] mais volumoso fora de Lisboa e fora do circulo dos ministérios
 
Castro Almeida, Secretário de Estado do Desenvolvimento Regional

percentagem de formandos serem posteriormente empregados, ou numa exportadora conseguir aumentar a percentagem que esta tem de vendas para fora do País.

 

Castro Almeida renovou ainda a promessa de desburocratizar o sistema de acesso aos incentivos, com a redução do número de regulamentos que actualmente é mais de uma centena.

Ver comentários
Saber mais Poaires Maduro Castro Almeida Portugal 2020 fundos comunitários
Outras Notícias