Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo quer abrir primeiros concursos para os novos fundos comunitários em Outubro

Castro Almeida, secretário de Estado do Desenvolvimento disse esta terça-feira que quer reduzir a burocracia. Mas ainda vai fazer alterações no actual QREN.

Bruno Simão/Negócios
Alexandra Noronha anoronha@negocios.pt 17 de Junho de 2014 às 15:41
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

O secretário de Estado do Desenvolvimento Regional, Castro Almeida, disse esta terça-feira, 17 de Junho, no Porto que espera abrir os primeiros concursos para a nova fase de fundos comunitários, para os próximos sete anos, em Outubro.

 

O governante, que falou num debate no International Club of Portugal, disse que "fomos o quarto país a apresentar o acordo de parceria" sendo que o objectivo é "que possamos neste semestre ter movimentos financeiros" neste sentido, adiantou. Castro Almeida espera poder em "Outubro deste ano abrir concursos".

 

O governante explicou ainda que o objectivo é reduzir a burocracia, ainda que isso possa ser complicado. "Vamos ser menos burocráticos. Parece óbvio que o Estado saiba se as empresas devem ou não à Segurança Social e ao Fisco. Vou tentar que não seja preciso estes documentos", afirmou Castro Almeida.

 

Além disso, o governante garantiu que a partir de agora "vamos querer contratualizados resultados e não despesas". Castro Almeida deu o exemplo da formação. "Há três milhões de formandos no QREN. Há quem tenha feito 10 formações". O secretário de Estado realçou que não tem "nada contra o negócio da formação, mas tenho contra quem faz formação como uma forma de vida".

 

Castro Almeida revelou ainda que assinou um despacho a alterar as condições do Investe QREN, ainda no actual quadro comunitário, com o objectivo de reduzir os spreads para 2,5% e as taxas de juro para cerca de 2,8%, facilitando o acesso a esta linha de crédito.

 

Ver comentários
Saber mais Castro Almeida secretário de Estado do Desenvolvimento Regional fundos comunitários
Outras Notícias