Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CDS: Governo "poderia ter evitado mais uma perturbação no clima económico"

João Almeida, deputado CDS, concorda com devolução por Marcelo ao Governo do diploma que previa acesso do Fisco a contas bancárias superiores a 50 mil euros, e lamenta incerteza criada pelo episódio.

Bruno Simão/Negócios
Rui Peres Jorge rpjorge@negocios.pt 30 de Setembro de 2016 às 17:27
  • Partilhar artigo
  • 13
  • ...

O CDS concorda com a devolução por Marcelo Rebelo de Sousa ao Governo do diploma que previa o acesso do Fisco a contas bancárias.

Os centristas esperam agora pela interpretação do Governo aos reparos de Belém e lamentam a perturbação na economia gerada por este episódio que, defendem, era "evitável". Entre as críticas do Presidente destacam-se os possíveis efeitos negativos sobre a economia da intenção do Executivo.

"Tudo isto era dispensável, e sendo dispensável, poderia ter evitado mais uma perturbação no clima económico em Portugal" afirmou no Parlamento João Almeida, lembrando que "o governo já disse que estava disponível para responder e reponderar" e agora deverá "ler cada um dos argumentos" do Presidente. "Era evitável", afirmou.

"Vivemos num tempo em que dois problemas cruciais, entre si ligados, dominam a situação financeira e económica nacional", argumento o presidente da República. "O primeiro é o de que se encontra ainda em curso uma muito sensível consolidação do nosso sistema bancário. O segundo, com ele intimamente associado, é o da confiança dos portugueses, depositantes, aforradores e investidores, essencial para o difícil arranque do investimento, sem o qual não haverá nem crescimento e emprego, nem sustentação para a estabilização financeira duradoura", defesa.

Ver comentários
Saber mais CDS Fisco veto acesso a saldo bancários
Outras Notícias