Impostos Coca-Cola queixa-se ao PCP do imposto sobre bebidas açucaradas

Coca-Cola queixa-se ao PCP do imposto sobre bebidas açucaradas

A Coca-Cola foi ao Parlamento apelar a uma maior diferenciação nos níveis de açúcar, aquando da aplicação do imposto sobre as bebidas açucaradas, que deixe de fora as bebidas com menos de 25 gramas por litro, avança o Público.
Coca-Cola queixa-se ao PCP do imposto sobre bebidas açucaradas
Bloomberg
Negócios 06 de novembro de 2018 às 10:06

A empresa de refrigerantes aponta ainda o dedo à isenção concedida aos néctares, sumos sem gás e leite com chocolate, bebidas com as quais o Estado poderia arrecadar quase 100 milhões de euros por ano, caso passassem a ser tributadas, segundo os cálculos da Coca-Cola.

De acordo com o Público, os contactos começaram ontem pelo PCP, passarão hoje pelo PSD e pela própria Comissão de Orçamento e Finanças ainda durante esta semana.

A empresa defende que algumas bebidas devem deixar de ser penalizadas, o que permitiria aliviara tributação sobre os seus produtos zero açúcar.

Desde o início de Fevereiro do ano passado, algumas bebidas são alvo de um imposto consoante o nível de açúcar, sendo que se for inferior a 80 gramas por litro pagam 8,34 euros por hectolitro, enquanto se for superior pagam 16,69 euros.

No Orçamento para 2019 o Governo propôs mais dois escalões, aliviando a carga fiscal sobre as bebidas com menos açúcar e penalizando as que têm mais.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI