Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Encaixe com imposto sobre produtos petrolíferos cresceu 1,2 mil milhões desde 2015

O encaixe para os cofres públicos beneficiou do crescimento económico. A somar-se a este fator estiveram ainda as subidas sucessivas nas taxas, avança a TSF.

Bloomberg
Negócios jng@negocios.pt 19 de Outubro de 2021 às 07:42
  • Partilhar artigo
  • 4
  • ...

As receitas do Estado com o imposto sobre os produtos petrolíferos (ISP) fixaram-se em 3,3 mil milhões de euros no ano passado, o que representa um aumento de 1,2 mil milhões (ou 58%) em comparação com 2015. Cinco anos antes, este valor tinha ficado em 2,1 mil milhões de euros, de acordo com o levantamento feito pela TSF junto da Direção-Geral do Orçamento.

O encaixe para os cofres públicos beneficiou do crescimento económico, com a retoma registada a partir de 2016 a dar um forte impulso na receita fiscal. A somar-se a este fator estiveram ainda as subidas sucessivas na taxa do imposto do gasóleo, que subiu de 40 cêntimos por litro em 2015 para 61 cêntimos em 2020 (mais 27,5%).

No caso da gasolina, o agravamento foi de quase 62 cêntimos por litro em 2015 para mais de 66 cêntimos em 2020, o que reflete uma variação de 8%. Superior a 2020 foi, ainda assim, o encaixe conseguido no ano anterior, em 2019, ano em que o Fisco arrecadou pela primeira vez mais de 3,5 mil milhões de euros com este imposto, relevam ainda os dados divulgados pela TSF.

Ver comentários
Outras Notícias