Europa Ex-ministro das Finanças grego investigado por envio de dinheiro para o estrangeiro

Ex-ministro das Finanças grego investigado por envio de dinheiro para o estrangeiro

O antigo ministro das Finanças grego Gikas Hardouvelis está a ser investigado pelo ministério incumbido do combate à corrupção por suspeitas de transferências de dinheiro para contas bancárias no exterior.
Ex-ministro das Finanças grego investigado por envio de dinheiro para o estrangeiro
Bloomberg
David Santiago 09 de março de 2015 às 13:17

O ex-ministro das Finanças grego Gikas Hardouvelis é suspeito de ter transferido dinheiro para o exterior sem que as devidas declarações tivessem sido prestadas às autoridades.

 

O ministro grego responsável pela pasta do combate à corrupção, Panayiotis Nikoloudis, já requereu as declarações de impostos e as declarações de activos para serem analisadas. Em causa estará a discrepância entre as quantias depositadas em contas bancárias e os valores declarados por Hardouvelis.

 

Em 2012, Hardouvelis terá transferido verbas que não estavam incluídas nas declarações de bens que o ex-governante estava obrigado a apresentar devido às funções de conselheiro do primeiro-ministro (entre Novembro de 2011 e Maio de 2012), para contas no exterior. Hardouvelis assumiria o cargo de ministro das Finanças a partir de Junho de 2014.

 

De acordo com o To Vima, que cita a notícia avançada este domingo pelo Real News, Hardouvelis terá feito 56 transferências de somas de dinheiro entre os 7.700 e os 9.800 dólares entre 5 de Maio e 14 de Junho. Segundo o To Vima, os mecanismos de alerta do banco central grego são activados somente a partir de quantias iguais ou superiores a 10 mil dólares.

 

O antigo ministro do Executivo de coligação entre o Nova Democracia e o Pasok já reagiu garantindo ter pago os impostos devidos, adiantando ainda poder apresentar provas substanciais. Hardouvelis acrescenta ter declarado as quantias financeiras em causa na declaração de bens de Setembro de 2014.

 

Já durante esta manhã, em declarações ao Star Channel, o ex-ministro revelou ter feito estas transferências de dinheiro para o estrangeiro porque estava "com medo" dos desenvolvimentos financeiros em curso na Grécia.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI