Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sindicato diz que Paulo Núncio "não tem capacidade para gerir" a AT

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos (STI) voltou esta quinta-feira a exigir a demissão do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais na sequência da 'lista VIP', afirmando que o governante "não tem capacidade" para controlar a máquina fiscal.

Pedro Elias/Negócios
Lusa | Pedro Elias - Fotografia pedroelias@negocios.pt 19 de Março de 2015 às 20:06
  • Assine já 1€/1 mês
  • 16
  • ...

"Se o secretário de Estado [Paulo Núncio] não sabia - e o gabinete dele está a 300 metros do gabinete do director-geral da Autoridade Tributária [AT] - não tem capacidade para controlar a máquina aduaneira. Se sabia é incompetente, e então também não deve estar no cargo", afirmou Paulo Ralha.

 

O presidente do STI está a ser ouvido na Comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Administração Pública esta tarde sobre a alegada 'lista VIP' de contribuintes na AT (mediáticos, da área política, financeira e económica), a cujo cadastro terá sido aplicado um filtro que permitiria detectar quem lhe acedia.

 

Admitindo não ter "nada de concreto, de palpável ou de factual" sobre a participação do secretário de Estado na criação da lista, Paulo Ralha garantiu que ela é "indicada por Paulo Núncio ao responsável da segurança informática [José Manuel Morujão Oliveira]", segundo informações fornecidas por trabalhadores da AT.

 

"Não há ninguém em nenhuma administração pública neste país que implemente uma prática deste tipo sem haver conhecimento político, porque mais uma vez caímos ou na incompetência ou na conivência", afirmou Paulo Ralha.

 

O sindicalista considerou que "esta matéria é grave de mais" e que, sendo que os "dirigentes da casa [AT] sabiam das implicações legais" da implementação da lista, "nunca o fariam por sua livre implementação".

Ver comentários
Saber mais Paulo Núncio Autoridade Tributária Paulo Ralha lista VIP
Mais lidas
Outras Notícias