Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Um terço das empresas não indicou beneficiário efetivo

Cerca de 208 mil empresas não cumpriram a obrigação de revelar o seu verdadeiro dono. Arriscam agora uma multa que pode ir até aos 50 mil euros.

Negócios jng@negocios.pt 20 de Novembro de 2019 às 09:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
Um total de 208 mil empresas não indicaram o seu beneficiário efetivo, cerca de um terço do universo de empresas que tinham de cumprir essa obrigação, noticia o jornal online Eco nesta quarta-feira, 20 de Novembro. 

Num universo de quase 591 mil empresas que tinham de registar o beneficiário efetivo, apenas 384 mil cumpriram essa obrigação.

Depois de o prazo ter sido prorrogado duas vezes, as empresas constituídas antes de outubro de 2018 tinham de registar, até 31 de outubro deste ano, quem é ou quem são as pessoas singulares que detêm a propriedade ou controlo efetivo dessas entidades, seja de forma direta ou indireta. Quem não cumpriu a obrigação arrisca agora uma multa entre mil e 50 mil euros.
Ver comentários
Saber mais beneficiário efetivo economia negócios e finanças empresas
Outras Notícias