IMI Fundos imobiliários vão pagar IMI também sobre prédios que já têm em carteira
IMI

Fundos imobiliários vão pagar IMI também sobre prédios que já têm em carteira

Maioria no Parlamento propõe alteração à proposta de Orçamento do Estado para assegurar que não restam dúvidas e que, além dos imóveis que venham a ser adquiridos, também os que já estão em carteira vão deixar de estar isentos de IMI.
Fundos imobiliários vão pagar IMI também sobre prédios que já têm em carteira
Miguel Baltazar/Negócios
Filomena Lança 15 de novembro de 2013 às 20:13

Em 2015, os fundos de investimento imobiliário vão ter de pagar o IMI tanto sobre os imóveis que já têm actualmente em carteira como sobre os que de futuro venham a adquirir. A proposta de Orçamento do Estado para 2014 determinava que estes fundos, até agora isentos de IMI, terão de passar a suportar o imposto, ainda que apenas pela metade. Agora, uma proposta de alteração apresentada esta sexta-feira no Parlamento pela maioria PSD/CDS-PP, pretende acabar com quaisquer dúvidas sobre o alcance da perda de isenção.

 

Assim, esta perda “é aplicável aos prédios que, no momento de entrada em vigor da presente lei [de OE], integram os fundos de investimento imobiliário abertos ou fechados de subscrição pública, os fundos de pensões e os fundos de poupança-reforma, que se constituam e operem de acordo com a legislação nacional, bem como os prédios que venham a integrar estas entidades”, lê-se na proposta de alteração.

 

Ao contrário do que propunha o PS, estas entidades vão pagar IMI, mas apenas pela metade e não ainda por inteiro. 

 




Marketing Automation certified by E-GOI