Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fisco diz que reembolsos têm de “salvaguardar interesses do Estado”

A Provedoria de Justiça diz que o Fisco não pode nesta altura de pandemia reter reembolsos de IRS a quem tem dívidas em execução Fiscal. As Finanças concordam, mas lembram que há casos em que é preciso “salvaguardar os interesses do Estado”.

António Mendonça Mendes garante que o Fisco não está a reter reembolsos indevidamente.
António Mendonça Mendes garante que o Fisco não está a reter reembolsos indevidamente. Pedro Catarino
Filomena Lança filomenalanca@negocios.pt 01 de Junho de 2020 às 22:50
  • Partilhar artigo
  • 28
  • ...

A Autoridade Tributária (AT) está a cumprir a lei e não está a reter reembolsos a contribuintes com dívidas fiscais. A garantia é do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais que, no entanto, admite que há situações em que o Fisco tem de ponderar os interesses do Estado. Em causa está o braço-de-ferro entre o Fisco e a Provedoria de Justiça, que já se arrasta há várias semanas e que

...

Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Saber mais Governo IRS Joaquim Cardoso da Costa Fisco Estado AAutoridade Tributária António Mendonça Mendes Provedoria de Justiça política
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias