Justiça  Empresário de jogadores do Benfica investigado por fraudes com transferências

Empresário de jogadores do Benfica investigado por fraudes com transferências

Fali Ramadani, empresário de futebol albanês, está a ser investigado pelas autoridades espanholas e pela Europol por fraude através de contratações fictícias de jogadores, conta o Jornal de Notícias.
 Empresário de jogadores do Benfica investigado por fraudes com transferências
reuters
Negócios 26 de fevereiro de 2020 às 10:11

O empresário de futebol albanês Fali Ramadani, que representa Seferovic e vários antigos jogadores do Benfica, está a ser investigado pelas autoridades espanholas e pela Europol por fraude através de contratações fictícias de jogadores, segundo o Jornal de Notícias.

No âmbito da operação "Lanigan", que resulta das revelações do Football Leaks, as autoridades estão a analisar suspeitas de evasão fiscal e branqueamento de capitais.

Além de Fali Ramadani, há mais quatro empresários a serem investigados pelo alegado desvio de cerca de 10 milhões de euros. Para tal, os empresários efetuavam alegadas contratações-fantasma usando o clube cipriota Apollonn Limasol.

Segundo o Jornal de Notícias, foi precisamente a este clube que, em janeiro de 2016, o Benfica comprou Luka Jovic (na foto) por 2 milhões de euros. Este jogador viria depois a ser emprestado e, através da cláusula de opção de compra, vendido ao alemão Eintracht Frankfurt por 7 milhões de euros em 2019. Nesse mesmo ano, Jovi foi vendido por 60 milhões ao Real Madrid, tendo o Benfica ganhado 22 milhões com essa operação, segundo o mesmo jornal.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI