Justiça Angola diz não saber de paradeiro de Isabel dos Santos

Angola diz não saber de paradeiro de Isabel dos Santos

O Expresso avança que Angola não está a conseguir notificar Isabel dos Santos. E que pediu a Portugal para que Paula Oliveira, Mário Leite Silva e Sarju Raikundula fossem constituídos arguidos.
Angola diz não saber de paradeiro de Isabel dos Santos
Negócios 16 de fevereiro de 2020 às 19:55

Portugal recebeu um pedido do Supremo Tribunal de Justiça angolano para constituir arguidos Paula Oliveira, Mário Leite Silva e Sarju Raikundula, os portugueses com ligações a Isabel dos Santos, avança o Expresso.

As cartas rogatórias chegaram, segundo diz a mesma notícia, com os pedidos de arresto das contas bancárias e participações em empresas de Isabel dos Santos.

O Expresso avança também que as autoridades angolanas não conseguiram, ainda, notificar Isabel dos Santos, por alegarem desconhecer o seu paradeiro.

"Foram enviadas notificações para as empresas da visada para que possa assinar a constituição de arguido", disse ao Expresso fonte judicial angolana. 

A justiça angolana congelou todos os bens em Angola da empresária, que foi, aí, constituída arguida por indícios de utilização de fundos públicos para proveito próprio. 

Paula Oliveira e Mário Leite da Silva são dois elementos ligados a Isabel dos Santos, que representavam em várias empresas em Portugal, nomeadamente na Nos, da qual, entretanto, se demitiram.

Portugal também já ordenou o congelamento das contas de Isabel dos Santos que estão no país. Já depois disso, a empresária e o Abanca comunicaram a venda da sua participação no EuroBic ao banco espanhol. E a participação na Efacec também já está à venda. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI