Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Beckenbauer investigado pelas autoridades suíças por suspeitas de corrupção

O alemão Franz Beckenbauer está a ser investigado pelas autoridades suíças por suspeitas de corrupção. Beckenbauer está a ser investigado por alegada lavagem de dinheiro e abuso de confiança.

Franz Beckenbauer
Bloomberg
David Santiago dsantiago@negocios.pt 01 de Setembro de 2016 às 12:56
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Mais um caso a afectar a credibilidade da FIFA. De acordo com a agência Reuters, o gabinete do procurador-geral da Suíça confirmou esta quinta-feira, 1 de Setembro, a veracidade da notícia avançada pela revista alemã Der Spiegel que referia que o alemão Franz Beckenbauer (à esquerda na fotografia) está a ser investigado pelas autoridades suíças por práticas de corrupção

 

A informação inicialmente avançada pela Der Spiegel referia que Beckenbauer estava a ser investigado por alegada lavagem de dinheiro e abuso de confiança, práticas supostamente levadas a cabo quando a antiga lenda futebolística germânica era presidente da comissão organizadora do Mundial de 2006, realizado na Alemanha.

 

Apesar de o gabinete do procurador suíço ter confirmado a existência de uma investigação a Beckenbauer, não esclareceu quais as suspeitas em causa. O antigo capitão e também treinador da selecção de futebol alemã – campeão mundial em ambas as funções, em 1970 e 1990, respectivamente, já negou anteriormente qualquer conduta errada.

 

Em Fevereiro deste ano Beckenbauer foi multado pelo Comité de Ética da FIFA na sequência de uma investigação deste órgão do organismo que tutela o futebol mundial, iniciada em Outubro do ano passado ao também ex-presidente do Bayern de Munique.

 

Essa investigação ao responsável alemão e também a Ángel Villar, presidente da federação de futebol espanhola, estava relacionada com uma eventual infracção ao código de ética da FIFA no que concerne à hipotética compra de votos para a atribuição da organização dos Mundiais de 2018 e 2022 à Rússia e ao Qatar, respectivamente. Em relação a este assunto, Beckenbauer esclareceu em Outubro de 2015 que terá cometido um "erro", mantendo a garantia de que não efectuou nenhum acto de corrupção.

 

Nessa altura, a FIFA esclareceu que a investigação do Comité de Ética não estava relacionada com a atribuição do Mundial de 2006 à Alemanha. Em Fevereiro deste ano, o italo-suíço Gianni Infantino foi eleito presidente da FIFA, um processo electivo que culminou com quase um ano de polémica em torno do organismo espoletado pela detenção, em Maio de 2015, de 14 dirigentes e ex-dirigentes da instituição por suspeitas da prática de corrupção. 

Ver comentários
Saber mais Franz Beckenbauer Suíça Comité de Ética FIFA Ángel Villar
Mais lidas
Outras Notícias