Justiça Imobiliárias cobram 40% de comissões a chineses para atribuir vistos “gold”

Imobiliárias cobram 40% de comissões a chineses para atribuir vistos “gold”

O esquema de fraude na atribuição de vistos “gold” a chineses passa pelas agências imobiliárias, escreve hoje o “Correio da Manhã”. Os preços cobrados incluem 40% de comissões e 10% de luvas para garantir a atribuição de vistos dourados.
Imobiliárias cobram 40% de comissões a chineses para atribuir vistos “gold”
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 06 de junho de 2014 às 11:32

De acordo com o "Correio da Manhã", há agências imobiliárias que têm duas tabelas de preços para as mesmas casas: uma para portugueses e outra para chineses, que têm de investir um mínimo de 500 mil euros para poderem obter, como contrapartida, um visto "gold". As imobiliárias chegam a cobrar comissões de 40% nas vendas de imóveis a estes imigrantes, a que se somam 10% de luvas para desbloquear, junto de altos funcionários do Estado, a atribuição dos vistos.

 

As agências e os escritórios de advogados prometem aos chineses um pacote completo e sem perdas de tempo: se os empresários lhes confiarem 500 mil euros, compram a casa e são movidas influências junto de funcionários do Estado para garantir a atribuição dos vistos "gold".

 

Na investigação que já está em curso por parte do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) há suspeitas de que essas influências ocorram mesmo, sendo usadas, no pagamento dos favores, as luvas que resultam da diferença entre o valor real dos imóveis e o valor inflaccionado que os chineses pagam. O presidente do Instituto dos Registos e do Notariado é um dos suspeitos, de acordo com o "CM" e a "Sábado".

 

A ministra da Justiça afirmou, esta quinta-feira, que se algum "funcionário ou dirigente" do Ministério da Justiça for "constituído arguido ou acusado", será "suspenso ou exonerado, consoante os casos".

 

De 1 de Janeiro até ao passado dia 22 de Maio foram atribuídos 962 vistos dourados.

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI