Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Rendeiro considerado culpado de insolvência dolosa do BPP

O Tribunal do Comércio de Lisboa considerou os ex-administradores do BPP responsáveis pela insolvência do banco. Os antigos administradores ficam inibidos do exercício de actividade comercial, mas podem ainda recorrer para o Tribunal da Relação.

David Santiago dsantiago@negocios.pt 13 de Maio de 2014 às 21:08
  • Assine já 1€/1 mês
  • 25
  • ...

Os ex-administradores do BPP, entre os quais o fundador do banco, João Rendeiro, foram esta terça-feira considerados culpados pela gestão que levou à insolvência da instituição financeira, segundo escreve o “Expresso”.

 

A sentença, do julgamento iniciado em Maio do ano passado foi conhecida esta terça-feira e inibe João Rendeiro, Salvador Fezas Vital e Paulo Guichard de exercer actividade por um período de oito anos. Os ex-administradores Fernando Lima, Paulo Lopes e Vítor Castanheira enfrentam uma inibição de três anos.

 

De acordo com o “Expresso” os responsáveis agora condenados ficam sem qualquer direito de reclamar créditos sobre a massa insolvente. Os antigos administradores ainda poderão recorrer para o Tribunal da Relação de Lisboa da sentença que decorre da decisão de uma comissão liquidatária que considerou a gestão destes administradores dolosa.

 

(Notícia actualizada às 21h28m)

Ver comentários
Saber mais BPP João Rendeiro Salvador Fezas Vital Paulo Guichard Fernando Lima
Outras Notícias