Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ministério Público arquiva queixa do PS relativa a escutas na sede do partido

O Partido Socialista apresentou uma queixa que visava a possível existência de escutas na sede do partido. O Ministério Público tomou “todas as providências cautelares” e concluiu a “inexistência” de provas que sustentassem as suspeitas. O caso foi arquivado.

Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 21 de Outubro de 2013 às 17:48
  • Assine já 1€/1 mês
  • 22
  • ...

O PS apresentou à Procuradoria-Geral da República, em Julho, uma queixa onde revelava que tinha “fundadas dúvidas sobre a possibilidade de intercepção ilegal das suas comunicações telefónicas, internet e/ou outros meios tecnológicos”.

 

Depois de ter sido instaurado um inquérito, as autoridades realizaram as diligências consideradas necessárias, nomeadamente “buscas forenses em ambiente digital nos sistemas e equipamentos respectivos”. Contudo, de acordo com uma nota enviada esta segunda-feira pela PGR, não foram detectados “quaisquer indícios de actividade de vigilância electrónica clandestina.”

 


“Todas as providências cautelares para assegurar os meios de prova tiveram lugar imediatamente à denúncia nos dias 23, 24 e 25 de Julho na sede nacional do Partido Socialista.”

 

Após estas diligências, “o Ministério Público concluiu pela inexistência de elementos probatórios que alicercem as suspeitas participadas, pelo que determinou o arquivamento” do processo, adianta o comunicado.

Ver comentários
Saber mais PS PGR Partido Socialista Ministério Público política justiça
Outras Notícias