Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Passos Coelho deverá manter o procurador-geral da República por apenas mais nove meses

Novo Governo não tem confiança no procurador-geral da República, o que poderá levar à saída de Pinto Monteiro antes do final do seu mandato. Procurador faz 70 anos daqui a nove meses. Executivo pode aproveitar para tentar que o responsável deixe o cargo, noticia o "Expresso".

Negócios negocios@negocios.pt 25 de Junho de 2011 às 12:46
  • Assine já 1€/1 mês
  • 10
  • ...
O mandato de Pinto Monteiro só termina nos últimos meses do próximo ano, mas Passos Coelho e Paula Teixeira da Cruz poderão tentar antecipar a sua saída para daqui a nove meses, altura em que o procurador-geral da República faz 70 anos. O seu mandato só termina seis meses depois.

A notícia foi avançada pelo “Expresso” , que salienta que a desconfiança do novo Executivo face ao procurador é conhecida, depois de Passos Coelho ter proferido várias declarações que apontam para a substituição do responsável.

Passos Coelho afirmou, no Verão do ano passado, que “seria um bom contributo para recuperar a credibilidade da Justiça que fosse designado um novo procurador”. Em Maio, o primeiro-ministro considerou que Pinto Monteiro tem tido “um desempenho que não é satisfatório” , reiterando a necessidade de substituir o responsável.

Também Paula Teixeira da Cruz, ministra da Justiça, considerou, em Agosto, que Pinto Monteiro contribuía para a “degradação da imagem da Justiça”.
Ver comentários
Saber mais Passos Coelho Paula Teixeira da Cruz justiça Procurador-Geral da República Pinto Monteiro
Outras Notícias