Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Responsável do Fisco confirma lista com pessoas mediáticas

O chefe de serviços de auditoria do fisco, Vítor Lourenço, explicou, perante uma plateia de 200 candidatos a inspectores tributários, que os serviços já tinham uma lista de nomes com a qual era possível "identificar on-line eventuais acessos indevidos". A Visão teve acesso a uma gravação que hoje divulgou no seu site.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 19
  • ...

"Posso dizer que nós neste momento, a AT, criámos um grupo associado a pessoas mais… cargos políticos, essas eram as pessoas mais mediatizadas. Existe neste momento um pacote, digamos, de identificação de pessoas que nós sabemos on-line quem está a ter acesso. Não podemos é divulgar quem está nesse pacote, mas temos sistemas … Neste momento já temos um pacote a que nós entre aspas chamamos pacote VIP, e acabamos por identificar on-line eventuais acessos indevidos".

 

A declaração é de Vítor Lourenço, chefe de serviços de auditoria do fisco, e terá sido proferida numa sessão de formação a 20 de Janeiro último, perante 200 candidatos a inspectores tributários. A revista Visão teve acesso à gravação do que nesse dia foi dito e divulgou-a hoje na sua página on-line.

 

Ainda de acordo com a mesma gravação, Vítor Lourenço prossegue: "Mas eu estou mais preocupado com os contribuintes em geral. Se se passa com os VIP, eu imagino o que não se passará com os contribuintes comuns. E esses é que me incomoda, que um funcionário tenha a possibilidade ou a facilidade de entrar na privacidade de qualquer contribuinte sem qualquer fundamento".

 

"É que as pessoas [os funcionários] estavam convencidas que não divulgando não havia problema. Esse é que é o ponto. É uma problema de cultura e de formação das pessoas", sublinha o responsável.

 

"Talvez a culpa seja da administração, no sentido de esta mensagem nunca ter sido suficientemente emitida. E se calhar não foi. Porque todas as pessoas que foram inquiridas, e eu ouvi-as a todas, determinados processos que eu chamo a mim, foi por mera curiosidade, com a consciência de que não divulgando, não tinham qualquer problema" acrescenta o chefe de serviços de auditoria do fisco.

 

A questão da existência ou não de uma lista VIP levou à demissão, esta quarta-feira, do director-geral da Autoridade Tributária e Aduaneira, Brigas Afonso. O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio, já veio entretanto reiterar que o Governo nunca teve conhecimento de nada. No entanto, admitiu ter tido, esta segunda-feira, a informação de que "tinha havido propostas e procedimentos internos nessa matéria, sem que jamais o Governo tenha sido informado", posto o que resolveu então pedir um inquérito sobre o assunto à Inspecção-Geral de Finanças.

Ver comentários
Saber mais Vítor Lourenço lista VIP
Mais lidas
Outras Notícias