LEX In-Lex 2019 retrata mercado da advocacia societária portuguesa
LEX

In-Lex 2019 retrata mercado da advocacia societária portuguesa

Advocacia mais vocacionada para as empresas está em destaque no anuário.
In-Lex 2019 retrata mercado da advocacia societária portuguesa
Sara Matos
João Maltez 14 de fevereiro de 2019 às 15:30
In-Lex 2019 - Anuário das Sociedades de Advogados de Portugal
N.º págs. 130 páginas
Editor In-Lex
Saída 21 de fevereiro


São 135 sociedades que asseguram a prestação de serviços jurídicos preferencialmente a empresas; estão sobretudo nas cidades de Lisboa e do Porto; e, além de Portugal, marcam presença, de forma direta ou em parceria, em mais 75 países.

Este universo é também um retrato do mercado da advocacia nacional organizada em regime societário e que está espelhada no In-Lex 2019, a 14.ª edição do anuário das sociedades de advogados de Portugal, que será distribuído na próxima quinta-feira, dia 21 de fevereiro, com o Negócios.

São mais de 5.200 profissionais - dos quais mais de 3.600 são advogados e, destes, 793 sócios - aqueles que estão espelhado neste anuário, em que 135 sociedades marcam presença no In-Lex deste ano.

Quando se analisa a dimensão das estruturas das sociedades presentes neste anuário, importa referir que 11 (8%) das 135 representadas referem ter mais de uma centena de advogados. Há também um conjunto de quatro escritórios (3%) cuja equipa integra entre os 70 e os 100 causídicos, enquanto 15 (11%) surgem no escalão das firmas que agregam mais de 30 advogados. No universo total das organizações representadas, aquelas que contam com menos de 30 advogados estão em larga maioria: no total são 105 (78%).

As regiões de Lisboa e do Porto, com destaque para a capital, são as que têm um maior número de sociedades e de escritórios representados no anuário In-Lex de 2019. No entanto, as presenças no anuário chegam de todo o país, o que permite, à semelhança das anteriores edições, abarcar a quase totalidade do território continental e das regiões autónomas dos Açores e da Madeira.

Internacionalização

Brasil, Angola e Espanha são, nesta edição de 2019 do In-Lex, os países mais representados, quando está em análise a internacionalização das sociedades de advogados presentes no anuário, facto a que não será estranha a aposta que nesses destinos é feita pelos empresários nacionais, ou seja os principais clientes das firmas de advocacia portuguesas.

Nas presenças internacionais, face ao anuário anterior, destaca-se ainda um importante contingente das sociedades representadas em países como Moçambique, Cabo Verde, Reino Unido, França, Estados Unidos e China.

Sublinhe-se que as sociedades que trabalham no mercado português estão presentes ou têm capacidade para se fazerem representar, segundo o anuário deste ano, num conjunto de 75 países espalhados pela Europa, África, Médio Oriente, Américas, Ásia e Oceania. 




Marketing Automation certified by E-GOI