LEX Sócio da PLMJ Manuel Santos Vítor deixa a sociedade que já liderou
LEX

Sócio da PLMJ Manuel Santos Vítor deixa a sociedade que já liderou

A sociedade de advogados PLMJ registou três baixas de peso já este mês, com as saídas de Manuel Santos Vítor e dos fiscalistas Nuno da Cunha Barnabé e João Magalhães Ramalho.
Sócio da PLMJ Manuel Santos Vítor deixa a sociedade que já liderou
Manuel Santos Vítor estava na PLMJ há três décadas
Bruno Simão
João Maltez 24 de julho de 2019 às 11:54

Manuel Santos Vítor e Nuno Cunha Barnabé, sócios da PLMJ, são as mais recentes baixas desta sociedade de advogados, confirmou uma fonte do próprio escritório ao Negócios. Em pouco mais de seis meses, esta firma de advocacia, uma dos maiores do País, viu sair seis dos seus sócios.

Manuel Santos Vítor, que estava na PLMJ há três décadas, era atualmente o sócio responsável pelo desenvolvimento da área internacional da sociedade. Entre 2008 e 2015, foi o responsável máximo do escritório, tendo sido eleito para o cargo de ‘managing partner’ por dois mandatos.

Num curto comunicado publicado no site, a sociedade refere que "Manuel Santos Vítor e Nuno Cunha Barnabé abraçam novos desafios na advocacia nacional, deixando a PLMJ onde se dedicaram, respetivamente, às áreas de prática de corporate e de fiscal" e adianta que "agradece o seu contributo e renova de forma permanente a sua afirmação como uma das maiores sociedades de advogados nacionais".

Nuno da Cunha Barnabé, especialista em Direito Fiscal, vai integrar a equipa da Abreu Advogados. Trata-se da segunda baixa nesta área de prática num curto período de tempo, pois também o sócio João Magalhães Ramalho saiu deste escritório, para entrar, já este mês, na Telles Advogados.

Com Nuno da Cunha Barnabé saíram da sociedade atualmente liderada por Luís Pais Antunes outras quatro advogadas ligadas à área de fiscal e patrimónios familiares, que também integrarão a equipa da Abreu.

Além daqueles dois sócios e fiscalistas, Tomás Pessanha, que também era sócio e estava ligado ao escritório do Porto, foi outra das baixas já este ano, tendo transitado para a Garrigues. Anteriormente, igualmente Pedro Melo, especialista em Direito Público, deixou a PLMJ e passou a sócio da Miranda & Associados. No final do ano passado também abandonou esta firma de advocacia o sócio José Ricardo Gonçalves, da área de Direito Penal e ligado ao escritório do Porto.

A área de fiscal, que contou com duas baixas de peso, passa agora a ser liderada pela sócia Serena Cabrita Neto, revelou ainda a PLMJ. Esta advogada especializada em contencioso fiscal é docente convidada da Universidade Católica Portuguesa.

 




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI