Angola Isabel dos Santos contrata advogados para se defender de ataque político "muito concentrado"

Isabel dos Santos contrata advogados para se defender de ataque político "muito concentrado"

Empresária voltou a desmentir as acusações de que tem sido alvo no caso Luanda Leaks, garantindo que "são extremamente enganosas e falsas".
Isabel dos Santos contrata advogados para se defender de ataque político "muito concentrado"
Negócios 24 de janeiro de 2020 às 20:37
Isabel dos Santos voltou a defender a sua inocência, numa publicação na rede social Twitter, onde anunciou ter contratado advogados para a defenderem das acusações que lhe têm sido feitas no âmbito do caso Luanda Leaks. A empresária angolana já foi constituída arguida por má gestão e desvio de fundos durante o período em que esteve à frente da petrolífera estatal Sonangol e a sua vida empresarial sofreu várias alterações, com a saída de algumas empresas e o corte de relações comerciais de outras. Um consórcio de jornalismo de investigação, que inclui o Expresso e a SIC, revelou no domingo mais de 715 mil ficheiros que detalham esquemas financeiros de Isabel dos Santos e do marido, Sindika Dokolo, que estarão na origem da fortuna da família.

"As alegações feitas contra mim nestes últimos dias são extremamente enganosas e falsas. Trata-se de um ataque político muito concentrado, orquestrado e bem coordenado", escreveu a filha do antigo presidente de Angola José Eduardo dos Santos, revelando que contratou advogados para "para agir contra relatos e alegações difamatórias imprecisas".



Esta quarta-feira, numa entrevista à Lusa, o procurador-geral de Angola, Hélder Pitta Grós, assumiu que justiça do sei país quer esgotar todos os procedimentos para notificar a empresária angolana Isabel dos Santos antes de pedir um mandado internacional de captura.  
A empresária terá estado na quinta-feira em Lisboa e continua com total liberdade de circulação, algo que Pitta Grós considera normal, tendo em conta a fase do processo.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI