Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bernanke diz que manutenção de benefícios fiscais manterá economia estimulada

O presidente da Reserva Federal, Ben Bernanke, disse hoje que o prolongamento da redução de impostos promulgada durante a Administração George W. Bush poderá ajudar a fortalecer a economia norte-americana, que ainda precisa de estímulos.

Negócios negocios@negocios.pt 22 de Julho de 2010 às 19:48
“No curto prazo, penso que deveríamos manter um grau razoável de apoio orçamental e de estímulo à economia”, declarou Bernanke no seu testemunho perante a comissão dos serviços financeiros da Câmara dos Representantes. “Há muitas maneiras de o fazer e esta é uma delas”, referiu, citado pela Bloomberg.

Bernanke pretende impulsionar a retoma económica dos EUA, ao mesmo tempo que insta os responsáveis políticos a reduzirem os seus défices orçamentais no médio prazo, que definiu hoje como sendo o período entre 2013 e 2020.

Na semana passada, Alan Greenspan, antecessor de Bernanke, defendeu que se deve permitir que a medida dos cortes de impostos expire em finais de 2010.

Enquanto os Democratas e Republicanos pretendem manter as reduções de impostos decretadas em 2001 e em 2003 para as famílias que ganhem até 250.000 dólares, o presidente Barack Obama quer acabar com estas isenções para quem tenha remunerações mais elevadas.

As declarações de hoje de Bernanke foram alicerçadas nas observações que já tinha feito ontem perante o Senado, onde disse que as autoridades monetárias continuam preparadas para agir na medida do necessário para ajudar ao crescimento.

Hoje, Bernanke voltou a aludir às três opções da Fed em matéria de medidas adicionais que poderá tomar: mais informação sobre o seu compromisso de manutenção dos juros baixos, redução das taxas pagas sobre as reservas dos bancos detidas pela Fed e crescimento do balanço da Reserva Federal, actualmente num valor quase recorde de 2,34 biliões de dólares.

Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio