Américas Imprensa internacional de olhos postos no Brasil

Imprensa internacional de olhos postos no Brasil

A crise política no Brasil que envolve a actual Presidente do país, Dilma Rousseff, e o antigo Presidente, Lula da Silva, está a ter eco na imprensa internacional. Não apenas na Península Ibérica.
Ana Laranjeiro 18 de março de 2016 às 10:23

A crise política no Brasil e que envolve a actual Presidente do país, Dilma Rousseff, e o antigo Presidente, Lula da Silva, há muito que atravessou as fronteiras brasileiras. Mas os últimos desenvolvimentos estão presentes em vários sites da imprensa internacional. Não se trata apenas dos meios de comunicação do Brasil. Nem apenas na Península Ibérica.

O britânico The Guardian tem um artigo publicado esta madrugada, intitulado de "Protestos no Brasil: apoiantes de Rousseff e Lula em manifestações [numa altura em que há] alegações de corrupção", em que é salientado que os apoiantes do antigo e da actual Presidente do Brasil vão dar mostras da sua força numa altura em que há manifestações e a possibilidade de uma destituição de Dilma está a ser avaliada.

O também inglês Financial Times avança que o caso judicial sobre Lula coloca o Brasil "à beira de uma crise constitucional". A publicação sustenta também que os investidores apostam numa queda do Governo numa altura em que a nomeação do antigo Presidente para integrar o Governo de Dilma foi travada por um tribunal.

Em França, o Le Monde publicou um artigo em que no título é sustentado que existe uma "guerrilha" judiciária contra Dilma Rousseff e Lula da Silva. O artigo aborda também o facto de a Câmara brasileira dos deputados ter aprovado esta quinta-feira, 17 de Março, a constituição da comissão especial que vai analisar a destituição da Presidente Dilma Rousseff por 433 votos contra um.

Lula, herói maculado, perde mais brilho no regresso ao Governo. Este é o título do artigo que a Reuters publicou no seu site no final do dia de ontem. Os jornalistas da agência noticiosa relatam o caso de um cidadão brasileiro que há nove anos saiu da sua terra natal para procurar trabalho na região de São Paulo. Encontrou-o. Mas há seis meses, este cidadão e os seus cerca de 300 colegas foram dispensados. Este cidadão faz parte dos milhares que pensavam que tinham deixado a exclusão financeira nos tempos da presidência de Lula. Os últimos acontecimentos da operação Lava Jato e que acabaram por levar o antigo presidente a aceitar entrar para o Governo de Dilma fez com que os "surpreendeu os admiradores que tinham uma estima por Lula como por um santo", escreve a Reuters.


O artigo da Reuters aponta ainda números. Citando os economistas do Bradesco, o Reuters avança que cerca de 3,7 milhões de pessoas deixaram de pertencer à classe média no Brasil desde 2014.

O El Pais sustenta que "a luta entre juízes e Lula" aproxima o país do caos institucional. "De alarme em alarme, o Brasil afunda-se a cada passo no caos político, jurídico e social". Assim começa o artigo do jornal espanhol, que vai descrevendo os últimos eventos no Brasil. No artigo presente no site da publicação espanhola há ainda espaço para dar conta que a bolsa brasileira subiu, impulsionada pela expectativa de um novo Governo.

 

A carregar o vídeo ...



Notícias Relacionadas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI