Américas EUA: Sanders ganha em Wyoming antes de votação crucial de Nova Iorque

EUA: Sanders ganha em Wyoming antes de votação crucial de Nova Iorque

Bernie Sanders ganhou, em votos, as primárias democratas em Wyoming, mas repartiu o número de delegados com Hillary Clinton. A ex-secretária de Estado acredita, no entanto, que vai ser a nomeada pelos democratas para as eleições de Novembro.
EUA: Sanders ganha em Wyoming antes de votação crucial de Nova Iorque
Brian Snyder/Reuters
Negócios 10 de abril de 2016 às 18:19

Bernie Sanders venceu este sábado as primárias do Partido Democrata em Wyoming, naquela que foi a oitava vitória nas últimas nove votações deste partido. Ainda assim, Hillary Clinton segue na frente na disputa dos democratas.

E é com esse alento que segue para uma das batalhas cruciais, em Nova Iorque, onde os democratas votam nas primárias a 19 de Abril, representando um total de 201 delegados. 

Wyoming elege 14 delegados, que acabam repartidos pelos dois candidatos. O que significa que apesar da vitória de Sanders, a distância para Clinton não se reduz na contagem global até ao momento.

Segundo o New York Times, Hillary Clinton vai com 1.305 delegados, contra os 1.086 de Sanders. São necessários 2.383 delegados.


E ambos já piscam o olho a Nova Iorque
. Segundo a Reuters, Hillary Clinton considera Nova Iorque a sua própria casa. Representou este Estado no Senado e escolheu para a sua sede de campanha Brooklyn. Sanders também lembra os votantes deste estado que nasceu e foi criado precisamente em Brooklyn. Nas mais recentes sondagens, Clinton surge com mais 10 pontos que o seu oponente do partido.

Sanders ganhou, recentemente, as primárias de Washington, Alasca, Idaho, Utah, Havai e Wisconsin.

Mas Hillary Clinton já declarou à CNN: "Eu tenciono ter o número de delegados que são necessários para ser nomeada". E, numa altura em que sobem de tom os ataques de Sanders a Clinton – disse por exemplo duvidar que tipo de Presidente seria Hillary, sugerindo que não tem qualificações para o cargo - , Hillary optou por não entrar no mesmo tipo de ataque: "não tenho nada de negativo a dizer sobre ele", disse à CNN.





pub

Marketing Automation certified by E-GOI