Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Taxa de aprovação de Bolsonaro cresce

A taxa de aprovação do presidente brasileiro é a mais alta desde que chegou ao poder em janeiro de 2019, situando-se nos 37%.

Sábado 14 de Agosto de 2020 às 17:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
Uma nova sondagem da Datafolha mostra que a taxa de aprovação do presidente do Brasil é a mais alta desde que este venceu as eleições. Jair Bolsonaro reúne uma taxa de aprovação de 37%, mesmo a meio de uma pandemia, revela a sondagem divulgada esta sexta-feira. Medida de apoio a trabalhadores com salários mais baixos pode estar na origem do crescimento súbito de popularidade apesar dos números altos de infeções e mortes por covid-19.

Desde a última sondagem realizada pela Datafolha, em junho deste ano, a taxa de aprovação de Jair Bolsonaro aumentou cinco pontos percentuais. Já a taxa de desaprovação do presidente diminuiu dez pontos percentuais, situando-se atualmente nos 34%.

O aumento de popularidade coincide com a medida implementada pelo presidente do Brasil de atribuir 600 reais (cerca de 95 euros) mensalmente a trabalhadores mal pagos ou informais. Os pagamentos expiram em setembro, mas o governo já afirmou que irá rever a medida.

O país sul-americano totaliza 105.463 óbitos e 3.224.876 casos confirmados de infeção desde o início da pandemia, sendo o segundo país do mundo mais afetado pela covid-19, atrás dos Estados Unidos da América. O foco da pandemia no Brasil continua a ser o estado de São Paulo, que concentra oficialmente 674.455 pessoas diagnosticadas com a covid-19 e 26.324 vítimas mortais.

Além de ser o segundo país mais afetado pela pandemia, o Brasil é também a segunda nação do mundo com maior número de pacientes recuperados (2.356.640).

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 749 mil mortos e infetou mais de 20,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.
Ver comentários
Saber mais Brasil Jair Bolsonaro taxa de aprovação
Mais lidas
Outras Notícias