Américas Trump queixa-se da "maior caça às bruxas na história política americana"

Trump queixa-se da "maior caça às bruxas na história política americana"

"Nice" é como Trump reage à investigação sobre a alegada obstrução à justiça, noticiada pelo Washington Post. Em dois tweets esta quinta-feira, o presidente americano refere que está a ser atacado.
Trump queixa-se da "maior caça às bruxas na história política americana"
Diogo Cavaleiro 15 de junho de 2017 às 13:16

"Estamos a assistir à maior CAÇA ÀS BRUXAS na história política americana - liderada por algumas pessoas muito más e conflituosas!". Ao tweet de Donald Trump desta quinta-feira, 15 de Junho, segue-se a "hashtag" MAGA - Make America Great Again. 


"Porreiro". É esta a tradução livre para "nice", a palavra que Donald Trump usou num outro tweet para se referir à notícia avançada pelo Washington Post de alegada obstrução à justiça.

 

"Inventaram a história da falsa conspiração com os russos; não descobriram nada; agora vêm com a questão da obstrução à justiça nesta história. Porreiro". Foram estes os caracteres deixados no Twitter por Trump esta manhã. 

 

As palavras seguem-se à notícia do Washington Post, que avança que Trump está a ser investigado por uma eventual obstrução à justiça na demissão do antigo director do FBI, James Comey - a quem já chamou "bufo" no Twitter. Um alargamento do objecto da investigação em relação ao que estava já a ser escrutinado pela polícia, liderada por Robert Mueller: as ligações à Rússia na campanha presidencial de 2016, que levou o empresário até à Casa Branca.

 

O New York Times também tem informações no sentido dessa maior abrangência da investigação em curso: foram pedidas entrevistas por parte da equipa de investigação a três responsáveis (antigos e actuais) do ramo da segurança. 

 

Em questão está a possibilidade, diz o New York Times, de Trump ter solicitado ajuda para que James Comey desse por terminada a investigação ao assessor da segurança nacional, Michael Flynn, precisamente por conta da proximidade aos russos e da sua influência nos resultados eleitorais. 

Sob juramento, Comey falou na semana passada sobre o tema, dizendo que foi despedido por conta da investigação à Rússia, mas sem classificar o comportamento do presidente norte-americano como obstrução. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI