Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Trump quer cortar 1,5 biliões de euros nos programas sociais

O presidente dos EUA planeia propor cortes na ordem dos 1,5 biliões de euros na despesa com programas sociais para americanos com baixos rendimentos. O objectivo é equilibrar o orçamento dentro de uma década.

Reuters
Negócios 22 de Maio de 2017 às 12:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

O presidente dos Estados Unidos da América (EUA), Donald Trump, vai propor uma diminuição dos orçamentos dos programas de combate à pobreza. Trump vai defender um corte de 1,7 biliões de dólares (cerca de 1,5 biliões de euros no câmbio actual) nos gastos que incluem os programas sociais que apoiam os americanos com baixos rendimentos. Esta medida, escreve a Bloomberg, faz parte de um esforço para equilibrar o orçamento numa década.

O pedido formal vai ser feito esta terça-feira, 23 de Maio, pela Casa Branca. Neste documento, de acordo com um assistente republicano do Congresso e com os documentos obtidos pela agência de informação, vai estar incluído um corte de 274 mil milhões de dólares (mais de 244 mil milhões de euros) durante os próximos dez anos nos programas de combate à pobreza, o que abrange as senhas de alimentação.

Os cortes no Medicaid, programa alimentar para os mais desfavorecidos, deverá ascender a 800 mil milhões de dólares, escreve o Wall Street Journal, citado pela agência. Além disso, vai ser proposta uma redução de 193 mil milhões de dólares no programa de nutrição.

Para fazer passar a sua mensagem, a administração Trump está a preparar pontos de discussão onde os republicanos vão salientar que o "orçamento luta para substituir a dependência pela dignidade do trabalho através dos esforços para reformar a segurança social".

Durante a campanha, lembra a agência, Donald Trump tinha prometido não fazer cortes no Medicare ou no Medicaid. Um promessa que não foi cumprida. No passado dia 4, o Congresso deu um passo para a revogação do chamado Obamacare, o que se traduz em cortes para o programa. A Câmara dos Representantes, com maioria republicana, aprovou a reforma ao sistema de cuidados de saúde com que a administração Trump pretende revogar e substituir o Obamacare.

Chuck Schumer, líder da minoria no Senado, citado pela agência, considera que o orçamento revela o verdadeiro Trump "a sua retórica populista na campanha era um 'cavalo de Tróia' para executar políticas duras de direita que beneficiam os ultra ricos à custa da classe média".

Ver comentários
Saber mais presidente dos Estados Unidos da América EUA Medicaid Donald Trump Casa Branca Congresso Medicare Obamacare
Mais lidas
Outras Notícias