Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street anula perdas e segue a valorizar

A pressão sobre as bolsas norte-americanas aliviou e os principais índices bolsistas seguem já a ganhar.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 19 de Agosto de 2011 às 15:53
O Nasdaq avança 0,85% para 2.400,64 pontos e o S&P500 cresce 0,51% para 1.146,43 pontos. E o Dow Jones sobe 0,14% para 11.006,06 pontos.

As bolsas norte-americanas iniciaram a sessão em queda, pressionadas pelos receios de recessão económica. A crise de dívida soberana na Europa e o seu potencial impacto no resto do mundo tem estado a penalizar os índices mundiais, ao mesmo tempo que os dados económicos nos dois lados do Atlântico não têm sido muito animadores.

Foram já várias as casas de investimento que publicaram novas estimativas para a evolução da economia. E todas elas apresentaram previsões menos positivas para o PIB dos EUA.

O Citigroup divulgou uma nota de análise em que diz que a economia dos EUA pode crescer menos do que estimado em 2011 e 2012 devido à possibilidade de uma "paralisação política" no combate à crise e implementação de medidas orçamentais contraccionistas. O banco reduziu a previsão de crescimento deste ano de 1,7% para 1,6% e a de 2012 desceu de 2,7% para 2,1%.

Também o JPMorgan passou a prever que a maior economia do mundo deverá crescer 1% no quarto trimestre (previa 2,5%) e 0,5% no primeiro trimestre de 2012 (contra os anteriores 1,5%).

Já ontem as bolsas a nível mundial tinham registado fortes quedas, depois da Morgan Stanley ter revisto em baixa o crescimento da economia para este ano e o próximo com a resposta à crise europeia a ser insuficiente, a confiança dos investidores a ressentir-se e devido à perspectiva de aumento da carga fiscal. A contribuir para um pessimismo generalizado entre os investidores esteve o facto dos membros da Fed não estarem em sintonia sobre a manutenção dos juros entre os 0 e os 0,25% por mais dois anos.

A contribuir para a subida dos índices estão acções como a Google, que ganha mais de 1% para 511,61 dólares, a Amazon.com, que cresce mais de 3% para 188,06 dólares. Já a Dell perde 1,13% para 24,39 dólares e evita um ganho mais acentuado no Nasdaq.

A banca também segue em alta. O Citigroup sobe 0,50% para 28,12 dólares, o JPMorgan avança 0,17% para 35,25 dólares e o Goldman Sachs cresce 1,21% para 114,51 euros. Já o Bank of America ganha 1% para 7,08 dólares.

Ver comentários
Saber mais Wall Street Dow Jones Nasdaq S&p500 Bolsas
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio