Mundo  Venezuela pode não reembolsar 1,1 mil milhões em obrigações

Venezuela pode não reembolsar 1,1 mil milhões em obrigações

Os investidores não esperam reaver o capital investido nas obrigações soberanas da Venezuela. O país latino tem um historial de incumprimento que se prolonga há mais de um ano, mas esta seria a primeira falha desde que foi lançado o plano de reestruturação de dívida.
 Venezuela pode não reembolsar 1,1 mil milhões em obrigações
Reuters
Bloomberg 16 de agosto de 2018 às 10:19

Há duas linhas de obrigações venezuelanas que chegam à maturidade na próxima quarta-feira, 23 de Agosto. Contudo, os investidores contam que o país latino mantenha o historial de não reembolsar os seus credores.

 

O presidente Nicolas Maduro travou os pagamentos a praticamente todos os investidores estrangeiros desde há cerca de um ano, pelo que a Venezuela tem actualmente 60 mil milhões de dólares de dívida em incumprimento.

 

"Assumimos que não existam fundos destacados para amortizar a dívida soberana", comenta um estratega do Nomura, que fala em "escassez de liquidez".

 

A verificar-se o incumprimento na próxima quarta-feira, esta seria a primeira falha de Maduro desde que anunciou, no passado mês de Novembro, um plano de reestruturação da dívida.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI