Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas norte-americanas abrem em queda a reflectir falta de acordo do G20

Wall Street abriu a sessão em queda, penalizada pelos resultados que saíram da Cimeira do G20 que se realizou este fim-de-semana na Cidade do México. O grupo das 20 maiores potências mundiais rejeitou para já o pedido de reforço de capital da Zona Euro.

Andreia Major amajor@negocios.pt 27 de Fevereiro de 2012 às 14:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
Wall Street abriu a sessão de hoje a negociar em terreno negativo, penalizada pela rejeição temporária do reforço do capital do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Os ministros das Finanças do G20, que se reuniram durante o fim-de-semana na Cidade do México, não chegaram a acordo para elevar para perto de dois biliões de euros a capacidade de resposta financeira à crise. O acordo ficou adiado para o próximo encontro.

O índice S&P 500 abriu a ceder 0,70% para 1.356,13 pontos, e o índice industrial Dow Jones cai 0,64% para 12.900,30 pontos. O índice tecnológico Nasdaq recua 0,73% para 2.941,99 pontos.

O grupo das 20 maiores potências mundiais rejeitou, para já, um pedido da Zona Euro para que se reforce o capital do Fundo Monetário Internacional, avisando que “a Europa tinha também de fazer um esforço, para que todo o mundo veja”.

O Ministro das Finanças britânico foi claro quanto à necessidade da participação dos países da Zona Euro. “Estamos preparados para reforçar os recursos do FMI, mas só depois de vermos a cor do dinheiro da Zona Euro, e ainda não vimos a cor do dinheiro da Zona Euro”, disse George Osborne, citado pela agência “Reuters”.

O Fifth Third Bancorp e o Regions Financial Corp deslizam, pelo menos, 1%, a acompanhar as quedas dos congéneres europeus. A Alcoa e a Chesapeake Energy Corp. recuam 0,5% cada.

Ver comentários
Saber mais Wall Street bolsas norte-americanas EUA G20 acordo Zona Euro financiamento
Outras Notícias