Mundo China "provavelmente" vai aos EUA para continuar negociações ainda este mês

China "provavelmente" vai aos EUA para continuar negociações ainda este mês

As conversações entre as duas maiores economias do mundo deverão continuar em breve, numa altura em que se levantavam dúvidas sobre o progresso do entendimento.
China "provavelmente" vai aos EUA para continuar negociações ainda este mês
Bloomberg
Negócios 11 de janeiro de 2019 às 08:02

O secretário de Estado do Tesouro norte-americano, Steven Mnuchin, afirmou que o vice primeiro-ministro chinês, Liu He, irá "muito provavelmente" visitar Washington até ao fim de Janeiro para continuar as conversações com vista a resolver a disputa comercial entre as duas maiores economias do mundo.

"Atualmente, a intenção é de que o vice primeiro-ministro Liu He irá muito provavelmente visitar-nos mais para o final do mês, com a expectativa de que o shutdown do Governo norte-americano (que ocorre tendo em conta a discórdia dentro dos poderes dos Estados Unidos sobre a construção de um muro na fronteira com o México) não tenha qualquer impacto", informou Mnuchin em declarações aos jornalistas, esta quinta-feira, em Washington.

Estas declarações chegam numa altura em que Pequim e Washington divulgaram comunicados curtos que deram poucos detalhes sobre as negociações comerciais, o que levou a que se especulasse que não houve progressos significativos. 

De acordo com o ministro do Comércio chinês, que se pronunciou esta quinta-feira, o último encontro entre ambas as partes serviu para criar os fundamentos para endereçar as reivindicações de cada uma das nações, tocando em alguns assuntos estruturais.

Pequim e Washington reuniram-se, pela última vez, entre segunda e quarta-feira desta semana, tendo prolongado em um dia a duração do encontro. A intenção é a de fechar um acordo que permita terminar com as tarifas que têm sido impostas de parte a parte e que têm vindo a causar incerteza nos mercados internacionais, dado o impacto económico destas medidas.




pub