Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Construção de novas habitações recuou de máximo de três anos nos EUA

O arranque da construção de novas habitações caiu em Fevereiro face ao mês anterior, em que o indicador registou um máximo de três anos. Uma evolução que sinaliza que a recuperação do imobiliário vai tomar os seu tempo nos EUA.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 20 de Março de 2012 às 13:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Os construtores norte-americanos iniciaram a construção à taxa anual de 698 mil habitações durante o mês de Fevereiro, segundo os dados divulgados pelo Departamento do Comércio e citados pela Bloomberg.

O arranque de novas construções ficou em linha com as estimativas dos economistas e declinou 1,1% face às construções iniciadas em Janeiro, que foram revistas em alta. Já as licenças de construção, que servem de indicador para a actividade futura, cresceram para um máximo desde Outubro de 2008.

O ritmo a que se iniciou a construção de novas habitações foi suportado pelo aumento da construção de habitações multifamiliares, refere a Bloomberg.

“O mercado imobiliário continua a recuperar a uma taxa muito gradual”, disse o conomista sénior da BMO capital Markets, Sal Guatieri, à Bloomberg. “O aumento em autorizações deve sinalizar um maior fortalecimento durante os próximos meses”, disse.

Ver comentários
Saber mais EUA imobiliário crescimento economia
Outras Notícias