Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EUA criam 167 mil empregos no setor privado em julho. Esperavam-se 1,2 milhões

De acordo com a ADP, o instituto de pesquisa norte-americano, os novos empregos criados no setor privado nos Estados Unidos caíram para 167 mil postos de trabalho em julho deste ano.

Gonçalo Almeida goncaloalmeida@negocios.pt 05 de Agosto de 2020 às 13:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
Em julho deste ano foram criados 167 mil novos postos de trabalho no setor privado nos Estados Unidos, de acordo com a ADP National Employment, o que compara com os 4,31 milhões de novos postos de trabalho criados no mês anterior. Este novo valor fica muito abaixo da previsão média apontada pela Bloomberg de 1,2 milhões.

A ADP reviu a criação de emprego em junho quase duplicando o número de empregos criados nesse mês, de 2,4 milhões para 4,3 milhões. Se somarmos aos 3,34 milhões de postos de trabalho criados no mês de maio, significa que a maior economia do mundo criou cerca de 6,7 milhões de empregos em dois meses no setor privado. 

Ainda assim, tendo em conta a queda de 19,7 milhões no mês de abril, os números estão ainda muito longe de mostrar uma retoma definitiva no mercado de trabalho norte-americano.

"A recuperação do mercado laboral abrandou no mês de julho", disse Ahu Yildirmaz, vice presidente da ADP, no comunicado, acrescentando que "nós temos visto este abrandamento a impactar empresas de todos os tamanhos e de todos os setores [nos Estados Unidos]".

Os 167 mil postos de trabalho criados estão em linha com os meses que precederam a pandemia. No mesmo mês do ano anterior, por exemplo, tinham sido criados 150 mil novos postos de trabalho. Mas tendo em conta a queda robusta em abril deste ano, tudo apontava para um crescimento maior deste valor. 

As empresas que têm entre 50 e 499 empregados apresentaram uma queda de 25 mil postos de trabalho, compensado pelo acréscimo de 129 mil novos empregos criados pelas grandes empresas. 

Na próxima sexta-feira, o Departamento do Trabalho dos Estados unidos vai divulgar os "nonfarm payrolls", tidos mais em conta do que este relatório da ADP. O Dow Jones estima um crescimento de 1,48 milhões de empregos, depois do recorde atingido no mês passado de 4,8 milhões. 

Numa entrevista ao programa Fox and Friends, Donald Trump, líder da Casa Branca já veio dizer que se esperavam "big numbers" (grandes números, na tradução para português) na divulgação de sexta-feira. 

No segundo trimestre deste ano, a queda do PIB (produto interno bruto) norte-americano foi de 32,9% a um ritmo anual, a maior da sua história. Apesar da descida inédita, os economistas esperavam ainda pior, apontando para uma contração de 34,5%.

Ver comentários
Saber mais Bloomberg Estados Unidos EUA ADP National Employment economia negócios e finanças
Mais lidas
Outras Notícias